A possibilidade de simplificar os cuidados com meu cabelo, ficar livre de inúmeras substâncias químicas, cancerígenas segundo alguns especialistas, e obter fios mais saudáveis me motivaram a não usar mais o shampoo e condicionador.

Mas, e aí, vou usar o que? E aí que um rolê no Google revelou diversas opções à lavagem capilar convencional! Foi então que eu encontrei o grupo de facebook “No e Low Poo Iniciantes”, excelente para quem está buscando se libertar do shampoo ou diminuir seu consumo.

{OBS.: Se você está afim de realizar esta experiência também, quando terminar de ler corre lá para a parte em que eu falo das questões práticas}

Adquiri mais consciência sobre meus hábitos

Cuidar dos meus cabelos já havia se tornado uma atividade condicionada, automática. Fazia sem pensar nem questionar todo aquele ritual semanalmente. Ao me propor esse desafio, me questionei e ganhei alguns resultados diferentes e melhores. Foi um efeito dominó! Me dei conta da quantidade de produtos que utilizo sem saber absolutamente nada sobre seus efeitos e passei a questionar outros condicionamentos.

Quais são os efeitos de minhas escolhas?

Lavar cabelo é bem simples, mas o que eu vou utilizar impacta muito na minha vida e no mundo. A indústria de cosméticos tem uma alta taxa de poluição e a demanda é alta e crescente, imagine a quantidade de diversos produtos que são utilizados por cada pessoa diariamente, compostos por outra infinidade de substâncias químicas que ainda não possuem seus efeitos precisamente descritos sobre nós e o meio ambiente! Pois é, o buraco é sempre mais embaixo.

Percebi que as pessoas estão se questionando mais

Mamãe conta que ela é do tempo que não se questionava muita coisa, se algum produto estava no supermercado ela comprava e pronto. De acordo com seu pensar, o fato de estar lá disponível era garantia de qualidade e eficácia. Atualmente, a tendência é outra: as pessoas estão questionando, testando e procurando alternativas. Rótulo não é mais garantia de qualidade. viagra sans ordonnance Isso é bom, cada um tem buscado o melhor para si, a consciência coletiva vem crescendo, e com esse desafio estou entrando ainda mais nessa onda.

Aprendi a confiar mais em mim mesma

Quando resolvi pesquisar sobre qual método utilizar encontrei uma enxurrada de informação, fiquei perdida e, num primeiro momento, não soube o que fazer. Após um período de reflexão decidi partir para ação e observar meu ritmo, minha experiência e aprendi que não existem verdades absolutas, que cada um tem um resultado diferente, somos diferentes, o que não é bom para uma pessoa pode sim ser bom para outra. Cada um tem o potencial necessário para ser mestre do seu caminho, por meio de análise e observação os resultados são encontrados.

Descobri o valor de passar por uma nova experiência que eu escolhi

Causas e efeitos produzem resultados a todo o momento, sem que a gente se dê conta. Por isso, escolher participar de uma experiência e prestar atenção nos meus passos me fez estar consciente sobre o desenrolar dos fatos e ações cotidianas. Sair do automático, rever meus condicionamentos e estar em busca do melhor em todos os aspectos da vida é o que passou a ser mais coerente para mim. Como diz aquele ditado, água parada apodrece, né?!

QUESTÕES PRÁTICAS:

O que utilizei?

Resolvi optar pelo bicarbonato de sódio e vinagre de maçã diluídos em água. Durante a pesquisa encontrei posicionamentos favoráveis e não favoráveis a este método, no entanto, a simplicidade e facilidade me atraíram. Segundo os relatos que encontrei, o bicarbonato tem uma ação limpante com pH básico e abre as cutículas do cabelo, já o vinagre de maça possui um pH ácido, ação antibactericida e antifúngica, sela as cutilas do cabelo proporcionando brilho e maciez aos fios.

Como era meu cabelo antes?

Tenho muito cabelo, com fios bem espessos e volumosos, oleoso na raiz e seco nas pontas. Tinha que lavar a cada dois dias, ou mesmo todo dia dependendo do que fizesse.

Como eu fiz?

Na primeira lavagem utilizei um shampoo pela ultima vez, a fim de retirar toda sujeira e substâncias acumuladas, seguido de enxague com vinagre de maça diluído em água. Como de costume após dois dias lavei novamente, mas já com o duo bicarbonato e vinagre. Meu cabelo ficou bem seco durante a primeira semana, o cheiro e o aspecto me assustaram um pouco também, afinal, não tem espuma e nem cheiro bom, mas quando seca, os fios ficam soltos e sem nenhum odor de vinagre.

Descobri que poderia lavar meus cabelos a cada quatro dias, pois mesmo nesse tempo ele não ficava oleoso como quando utilizava o shampoo e condicionador- primeira mudança positiva. A segunda é relativa ao brilho e maciez do meu cabelo que melhorou muito já na segunda semana. Continuo utilizando esse método, mas sempre observando as mudanças que estão por vir, buscando novas alternativas!

Comentários

comentários